Bola pra frente, sempre!

www.youtube.com/watch

Imagine um jogo de futebol em que o juiz apita, o jogador se recusa a devolver a bola, sai de campo sem honrar o hino que cantou antes da partida.

Foi o que aconteceu.

A partida tem ganhador, o time oponente só tem um vírus na frente e o Estádio Brasil perde.

Especulei ao longo da semana se o ministro, diante da ordem de seu mandante maior, iria ceder ao ego ou ficar com a ciência.

Confesso não o recebi bem, apesar do que desejei ao longo do período que esteve a frente que tivesse sucesso.

E se voce pensou que a resposta a pergunta acima seria a ciência, errou.

Nem um, nem outro.

Saiu o ministro para preservar sua biografia.

Que feio! Nenhuma consideração pelo povo brasileiro, zero de ideologia. Zero de animo. Zero de disposição em dizer o que realmente teria que ser dito.

Se demitido em prol da defesa dos brasileiros, por conta da ciência, confesso teria até orgulho daquele que mesmo em guerra não fugiu à luta.

Porém não foi isso que ocorreu.

Em sua posse questionei se a condução de oncologista ao cargo, que é familiarizado com a morte, não seria a solução perfeita para enfrentar os óbitos que aumentariam, pelo relaxamento da quarentena.

Nem um nem outro.

Realmente não sabemos a que veio, exceto para adicionar algo a sua biografia e seus apoiadores, agora terrivelmente judeus.

Também chama atenção a quantidade de reporters que se limitam a tagarelar rapidamente as notícias, cuspindo os fatos sem qualquer juízo de valor.

Sinal dos tempos, o copy + paste chegou nas redações.

Por fim um jornalista disse que consultado os militares, teriam recusado, primeiro porque estamos numa pandemia, depois pelo desgaste do afrouxamento de quarentena pelo governo.

Como diria Boris Casoy, ISTO É UM ABSURDO!

A bandeira da austeridade caiu. O pagamento indevido de 70 mil benefícios de pelo menos 600 reais aos militares sangrou mais de quarenta milhões dos cofres públicos.

Alguém avisa aí ao desavisado que os militares são o governo!

E que em breve correm o risco de serem protagonistas do pior governo, de todos os tempos, nessa recém e imatura porém solida democracia, quando de seu retorno.

Não podem intervir, terão que decidir se permanecerão agora em resistência institucional desses mandos do joselito sem noção para salvar vidas, ou se vão tirar o time de campo.

A partida não esta perdida.

Odeio futebol, embora nesse jogo reconheço que um time pode ganhar, apesar de seu técnico, portanto bola pra frente, sempre!

Felizmente temos uma torcida, a câmara na geral e o senado na especial, que estão olhando a partida procurando torcer sempre para a bola ir a gol.

Isso é Brasil.

Salvar vidas é o que importa, apesar desse jeito truculento de muitos na república.

Estou na torcida aqui.. cade vocês.. não quero ficar sozinho, precisamos nos empenhar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s