Porque hoje √© s√°bado!

www.youtube.com/Watch

Depois de uma semana que pareceu n√£o ter fim, com trabalho batendo a porta sem parar, consegui hoje descansar.

Pabliito fez um belíssimo bolo de aipim. Marco carne moída com couve, bolo de laranja, e eu comi tudo bebendo Coca Cola, aquele tão desafio de outrora foi esquecido em prol de alguma satisfação e conforto senão físico, alimentar.

Noite difícil, dor não passa, to sonhando com diprospan.

Quando busquei o Marco observei o movimento na rua e pensei, esta tudo errado.

Muito confuso. Muitos empresários esclarecidos pensando somente no seu umbigo. Alguns religiosos e políticos também.

Felizmente cheguei no quarto mês de isolamento, esperando chegar a vacina, olhando o mundo se reorganizar.

O capitalista (EUA) é o primeiro a comprar a vacina. O chinês que esta aqui explorando minério é esquecido para isso e lembrado para investir em infraestrutura.

Ent√£o, quando falta a√ß√ļcar ou laranja na Fl√≥rida, ol√° Brasil. Em compensa√ß√£o, depois de comprar respirador e vacina, sem criticar o amigo, doa mil respiradores como premio de consola√ß√£o.

Famoso morde e assopra. Nem os líderes conseguem explicar.

Concordo que n√£o temos rela√ß√Ķes boas com ambos.

Refletir não custa nada, não prejulga. Não faz mal. Reconheço que o nosso governo tem esse viés capitalista, e isso explica a afinidade com os Estados Unidos.

Alguns políticos se orgulham de trazer dinheiro do mundo. De receber dos árabes dinheiro sem nem ter onde colocar.

√Č uma falta de estrat√©gia. Um comportamento estranho meio que oportunista sem fim. Pior de tudo √© que n√£o existe lanche de gra√ßa. Tampouco √© bonito fazer a cortesia com chap√©u alheio.

N√£o foi a imprensa que disse. N√£o. √Č o que estamos sujeitos.

Eu sai de m√°scara. Depois retornei para casa, seguro que estou.