√Č perdoando que se √© perdoado…

√Č possivel perdoar facilmente? Sim, dificil √© esquecer com facilidade a ofensa, porque se for trai√ß√£o √© inesquecivel, agora se a ofensa recair sobre a honra √© praticamente imperdo√°vel..

Tem gente que nao consegue, precisa inventar desculpa, nesse caso o fim justifica os meios, melhor perdoar, tirar o peso e seguir em frente na vida.

Se nem assim for possivel, considere que em toda religião existe o perdao, então quem é voce para não perdoa-lo.

O perdão muda tudo, pode ser concedido rapidamente a exceção daqueles que fazem o mal, estes precisam de tempo para se tocar e largar esse comportamento reprovável.

Ainda assim, se alguem me fizer mal, perdoado é na primeira vez, se insistir no comportamento, sera explicada da ofensa na segunda vez para que não se repita agora se insistir na terceira vez, imperdoavel fica.

Errar é humano, perdoar é divino, ja dizia o proverbio.

Existem pessoas que nao perdoei, apesar das chances… E o perd√£o √© a melhor forma de acabar com uma briga e reconciliar, perdoar, mais espero que um dia isso seja possivel para seguir em frente.

Porque √© importante escolher um bom vereador…

Os trabalhos na Camara Municipal da Cidade do Rio de Janeiro v√£o mal, √© o que mostra a revista veja dessa semana, sem citar nome especifico de parlamentar, para n√£o virar pecu√≠nha, apenas faz algumas constata√ß√Ķes que n√≥s eleitores n√£o temos como perceber.

Uma boa forma de se informar no que se refere aos parlamentares eleitos √© pesquisar no google “tranparencia fulano de tal” ele nos remete ao site excelencias que informa em resumo:

1) dados gerais (nome / cpf / cargo atual / cargos anteriores / partidos ja filiados dentre outros)

2) Ocorrencias no tribunal de justi√ßa e tribunal de contas… aqui o cidad√£o vai as forras, tem acesso direto ao site do tribunal e, em muitos casos, constata com perplexidade as mazelas que vive no dia-dia, tem processo contra secret√°rio em exerc√≠cio que o Oficial de Justi√ßa n√£o consegue localiza-lo.

3) Noticias genéricas no jornal (atenção a possível homonimia entre os candidatos)

4) Mat√©rias Legislativas – de fundamental importancia porque revela se a produ√ß√£o parlamentar √© relevante ou n√£o… vereador convocado pelo prefeito geralmente √© 0 porque n√£o trabalha, pelo menos para o que foi eleito, ent√£o porque se elegeu ja que n√£o √© pre-requisito… aqui a verdade aparece, custe a quem doer, e clicando na seta a direita o site mostra todos os projetos dos candidatos, uteis e inuteis.

5) bens declarados a justi√ßa eleitoral – esse t√≥pico revela os steve jobs parlamentares brasileiros, alguns s√£o visionarios no que se refere a compra de terrenos, outros titulos do tesouro, dinheiro em esp√©cie, aplia√ß√Ķes, enfim, ainda que sub-avaliado o patrimonio pessoal de cada um porque o Imposto de Renda n√£o permite reavalia√ß√£o algumas declara√ß√Ķes s√£o realmente confusas…

Ent√£o antes de votar pesquise se o candidato trabalha, comparece as sess√Ķes, propoe leis para todos os fluminenses, procure saber se o seu candidato tem trabalho relevante, se tem processo contra ele, se as leis que faz s√£o relevantes…

Se nao esta seguro, de chance a outro, vote sem medo, vote pesquisando, só através do voto vamos mudar a sociedade, saír da cidade da propaganda e melhorar o rio de janeiro.

Algumas das motiva√ß√Ķes e coisas boas da pol√≠tica.

Ser político me permite:

1)  acreditar na democracia.

2) acreditar na liberdade de express√£o.

3) procurar novas ideias.

4) acreditar na força da palavra e da união.

5) ajudar as pessoas.

6) expor fatos e abrir o dialogo com a sociedade.

7) escutar pessoas.

8) entender que √© preciso de¬†nova abordagem as quest√Ķes p√ļblicas.

9) entender que os problemas p√ļblicos precisam ser resolvidos e n√£o omitidos e esquecidos.

10) perceber que uma pequena ação, por menor que seja hoje, pode mais a frente ajudar muitas pessoas.

Um político deve ser tudo de bom para a sociedade, e mais ainda para aqueles que confiaram e acreditam na evolução, mais acho que a banalização do político, a falta de identidade de muitos que se apoiam em instrumentos de marketing, acabam desviando o foco do SER e FAZER para o que nesse caos sentimos e se hoje esta difícil precisamos agir para não ficar pior ainda.

Votar é bom, é uma das poucas ferramentas que iguala todos sem distinção, e reflete na sociedade de um modo geral, daí porque o exercício e o debate das idéias é fundamental para todos, sem exceção.

como consegui resolver a quest√£o da anorexia nervosa e bulimia que por anos me atormentou

Desenvolvi a primeira doença ou transtorno, seja la como queira entender, aos 17 anos. Somente após alguns senão muitos anos de análise (e aqui vou abrir um parêntese para  homenagear o trabalho e dedicação incansável da Geny Talberg) consegui entender que resultou de vários fatores, dentre eles a obsessão, o perfeccionismo, uma elevada busca e cobrança por um padrão que não é nada fácil de ser obtido tampouco saudável, tudo isso interligado ao problema de auto-imagem e dificuldade de expressar o que realmente sentia.

Só de pensar em comer tinha náusea, suava frio, o apetite ia logo embora e ja deixava de lado o prato de comida ou se fosse inevitável assim fazia em dose homeopática, quase que por conta gota.

Logo senti na pele o que √© viver o efeito “sanfona” e, ainda que magro, me ver como gordo e n√£o raro ouvir coment√°rios e observa√ß√Ķes que atualmente devem ser considerados pela sociedade uma esp√©cie de bullying comparado aquele que os fumantes tem quando todo mundo fala “ta gordinho”, “ta magrinho”, “ta fumando”, “ta sem fumar”e por a√≠ vai.

Pois é o menino cadáver recebeu ajuda dos amigos, apoio incondicional dos pais, e aprendeu a viver a vida não sem antes, e no caminho, tropeçar na Bulimia.

Reza a lenda e o saber comum que a Bulimia √© uma esp√©cie de compuls√£o n√£o saud√°vel pela qual uma pessoa induz v√īmito e perde rapidamente o peso.

√Č verdade e acredite, n√£o √© nada bom tampouco saud√°vel. No meu caso aconteceu porque, ao deixar de comer e chamar aten√ß√£o pela magreza, comecei a me alimentar em resposta a cobran√ßa para demonstrar que estava comendo bem, da√≠ n√£o tinha limite e comia muito mais do que era preciso.

Obviamente n√£o caia nada bem, porque estava em jejum por um longo per√≠odo e n√£o havia qualquer tipo de crit√©rio para comer e o que comer ent√£o caia mal, o corpo respondia mal, os solu√ßos ou v√īmitos involunt√°rios aconteciam e n√£o tinha alternativa sen√£o tirar logo esse mal de dentro de mim para sentir aquele al√≠vio e um longo per√≠odo de saciedade novamente.

Bem a equa√ß√£o seguiu ruim at√© o “click” dia em que consegui admitir que tinha algumas dificuldades, que sozinho n√£o estava conseguindo superar e que pela ajuda profissional da Geny, por alguns anos, consegui expor a ela o que me preocupava.

Mais do que isso, consegui dizer para mim mesmo o que sentia e nesse processo de verbaliza√ß√£o das dificuldades entendi que tinha uma voz sensacional, formid√°vel e que atrav√©s dela eu era capaz de lidar e resolver muitos dos problemas e dificuldades advindas de situa√ß√Ķes normais do dia-dia.

Afinal viver é a arte dos encontros, desencontros, reencontros, todos eles com ou sem conflitos, nossos, de outros ou de terceiros e que ocorrem naturalmente na medida em que todo o ser busca, ocupa ou quer um espaço.

Logo vi e desenvolvi a capacidade de analisar situa√ß√Ķes e de ajudar os outros, porque desde cedo muito li e muito me cobrei fazer coisas e realizar tarefas que exigiam muito mais do que era necess√°rio, da√≠ porque resolvi advogar e n√£o seguir a medicina, mais isso vou deixar para escrever oportunamente em um pr√≥ximo post junto com os motivos pelos quais resolvi tamb√©m ser pol√≠tico.

um dos passos para a quest√£o do problema √© a quest√£o de atitude

decidir é dificil, alias como tudo na vida, nada é facil e não existe lanche de graca, importante no processo diante das dificuldades é

1. ter atitude, encare o problema e a necessidade de resolve-lo.

2. ser você mesmo.

3. ter opinião, se nao tiver busque informação.

4. ter uma voz.

5. decidido, siga em frente.

6. nao tenha medo de errar, reavaliar e eventualmente reconsiderar.

Afinal, toda decisão é meio acerto e meio erro, isso vale para mim, para voce e todo mundo.

ter tudo na vida √©

1. nao ser materialista.

2. ao inves de ouvir, escutar.

3. nao gastar dinheiro com coisas in√ļteis e desnecess√°rias, afinal se voce n√£o precisa, vai para o lixo.

4. usar, reutilizar e reciclar, nosso mundo é muito forte e muito frágil perante o alto grau de destruição do homem.

5. escutar o próximo.

6. entender, respeitar e admitir que dois podem ter tudo embora nao sejam em nada iguais.

7. respeitar a diversidade humana que ilumina a vida na terra

8. admirar a simplicidade, nao ha luxo maior do que dar valor as coisas simples da vida.

9. amar o próximo.

10. pensar nas gera√ß√Ķes futuras, o mundo nao se resume a nossa exist√™ncia, felizmente.

EU REPORTER FOTOGRAFICO POR UM DIA – POR MARCELO BRUNO !

O Marcelo Bruno é iluminado, tem o dom de registrar momentos marcantes da vida das pessoas através das fotos que tira. E permite a quem é fotografado ter uma sensação de prazer, felicidade, dever cumprido e saudade. Foi assim quando por alguns momentos dei uma de repórter fotográfico tendo ele bem captado a minha alegria, ainda que de principiante. Sorte a do casal ele estava presente agora confesso que bem gostei da experiência, já as fotos que tirei pelo iPhone lambe lambe são outros 500.

Image

N√£o fazemos uma foto apenas com uma c√Ęmera; ao ato de fotografar trazemos todos os livros que lemos, os filmes que vimos, a m√ļsica que ouvimos, as pessoas que amamos e a experi√™ncia que temo – Marcelo Bruno Fotojornalismo –¬†foto@marcelobruno.com

A GENTE AMA QUANDO?

A gente ama quando beija e nao esquece a boca beijada;

A gente ama quando ao tempo do beijo ou ao lado da pessoa amada torce para o tempo parar;

A gente ama quando guarda a mancha do baton ou demora para tirar;

A gente ama quando sente o cheiro daquele ainda que distante em varios lugares;

A gente ama quando a toda hora e a todo tempo queremos mais;

A gente ama quando admite que o amor não é perfeito e mesmo assim se debruça sobre ele;

Apenas um cuidado e recomendação: a vida de fato é curta, e pode nao ficar muito melhor do que isso, aproveitar nao custa nada, felizmente, esqueça o amanhã e viva o presente.

Sintonia do amor

cade o amor? esta vindo? vai me deixar mais uma noite sozinho? ta chegando? hoje, agora, amanha? quando? esperei o sol e nao dormi, agora o mundo acorda e eu sozinho? denovo?

Um conselho: nao busque nem procure, viva sua vida e deixe que o amor vai te encontrar. Assim encontrei o meu, felizmente e simples assim.

entreatos

A semelhança entre a vida e morte é a solidão, com o seguinte detalhe: quando se nasce temos o benefício de evoluir com o nosso corpo e crescer junto com ele, o que já nao ocorre na velhice, pelo contrário, nesta fase a garantia que não existe já passou longe, nos acostumamos com algumas perdas, em todos os sentidos, e convivemos com uma nova realidade.

A morte é singular ao contrário de muitas outras oportunidades da vida, pode-se enriquecer, empobrecer, arrumar um emprego, cair em desemprego, casar e divorciar e tem gente que ainda diz que nasceu varias vezes mais morrer só mesmo uma vez.

Alem disso a conquista por espa√ßo entre gera√ß√Ķes no emprego s√£o eternos criadores de coflitos.

N√£o raramente conhecemos ou ouvimos falar de pessoas que s√£o uma maquina de ajuda e trabalho quando novos e que ao envelhecer se veem ameacados ou meio travados.

viver com calma, não se deixar levar por tendencias histéricas é um caminho para velhice, não garante nada mais permite uma vida mais tranquila e isso ja é um bom começo, digo, ótimo meio.