Tempos de Guerra

Desde que passei a depender de remédio para viver, passei a enxergar diferente a vida. Agradeço a Deus pelo remédio. Para a ciência o que me salva é o remédio, agora bem sei que sem deus não há pessoa nem ciência, portanto é através dele que isso se move e justifica.

Tem sido muito difícil ficar em casa. Nunca antes tive que assim fazer em prol da minha existência. Pelo contrário, o que impulsionou a minha sobrevivência foi rapidamente voltar a rotina de trabalho e seguir com a vida.

Isso hoje parou. Estamos em casa separado dos pais, como se a residência fosse um campo de concentração particular. Um centro de triagem para onde a gente fica, e espera, espera, espera, a morte passar ou ficar. Não é certo.

Muitas são as portas de entrada desse virus em nossa vida, e por mais limpo que seja, a hora dele vai chegar. Com mais ou menos tempo, o que muda é a forma pela qual encaramos a vida e os desafios dela.

Portanto sou grato pela vida que tenho, pelos amigos que fiz, e por tudo o que acertei e errei. Não se aprende no amor e sim na dor. E na dor aprendi.

2 comentários em “Tempos de Guerra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s