lavar cachorro, enxugar gelo, limpar a prata, limpar o piso…. o que elas tem em comum?

seja qual for a sua preferencia, considero essas atividades como exemplos de terapias ocupacionais que nos fazem refletir sobre coisas, pessoas e nos mesmos.

Eu por exemplo tenho usado varias delas no meu dia-dia…. segue uma previa da que fiz hoje.

20120519-181128.jpg

20120519-181204.jpg

18 X 2 ou 36 ??!!

Parece ontem, mas algum tempo se passou desde que ingressei a maioridade, se assim posso dizer, e me perdoem aqueles que hoje vivem a melhor idade, direi sobre essa apos o dobro da atual. Essa Ă© a idade em que a sociedade nos libera de algumas amarras, dentre elas, a que nos impede de dirigir e de entrar em alguns recintos.

O que dizer sobre os meus 36? Work in progress!

Quando um 18 Ă© melhor do que 36? Nunca.

A vida nos ensina e o cotidiano nos enriquece.

Tudo sao flores? Obviamente… NĂŁo.

A excecao do peso da idade sentido por quem realmente foi magro e sedentario anos afora (ainda anorexico e bulimico) confesso depois de 1-2 anos de exercicios regulares e + de 12 kg,s perdidos hoje estou na melhor, mais tranquila e perfeita forma fisica, ou seja, me sinto um luxo.

Hoje aos 36 nao preciso correr de nada, nao tenho medo do novo, nao corro com o que nao acredito, ja me reconstrui todas as vezes que a vida me exigiu tomar postura, encarar o medo e viver o inesperado.

Aos 18 sentimos a vida passar rapido embora os dias, os compromissos e os problemas demoram uma eternidade para serem resolvidos… os hormonios e sentidos estao a flor da pele junto com a incerteza do futuro, falta de experiencia e maturidade.

Somos aos 18 um produto da adolescencia, construidos na familia, no meio que vivemos, no ensino que nada mais Ă© do que o projeto do estado, em nossa timidez, ansiedade e a ideia que a vida esta comecando para um futuro longe que algum tempo vira.

Reconhecer os erros e aprender com as solucoes e acertos sao qualidades importantissimas que so adquirimos errando, tentando, concertando, enfim, vivendo, algo que que assim como um excepcional vinho, quanto mais velho melhor.

Viver Ă© muito interessante, pare agora e reflita sobre voce mesmo, veja como Ă© facil perceber que somos unicos em nossos pensamentos e existencia.

Fato: hoje dedico uma parte do meu tempo para prestar informacao, seja no radio, nas ruas, no escritorio ou por telefone, algo impensavel aos 18 anos, que se tornou viavel aos 36 e, em muito me enriquece.

Porque eu nao vou tomar a vacina da gripe!

Confesso nao resisti falar de um tema que muito escuto pelas ruas…. Amigos, desconhecidos, pessoas em geral indo a um posto de vacinacao, fazendo a um politico (ou deputado) amigo varios pedidos de dia, hora, enfim, pistolao, todos respondidos da seguinte forma: O governo detem um amplo e bom sistema de vacinacao, alias, esse Ă© um dos poucos que funciona sem problema a excecao da questao do cartao de vacinaco que nao sei onde esta talvez nunca devo ter tido e certamente muitos como eu devem ter perdido por ai.

A questao para mim Ă© a seguinte: vacina generica para massa Ă© sempre uma surpresa, como saber e ter a certeza que os efeitos colaterais serao menores do que os beneficios? Afinal todos os procedimentos na medicina estao sujeitos ao binomio beneficio – risco e francancamente nao tive a prova que o numero de mortes por gripe, no RJ, Ă© maior do que o risco de tomar a vacina e dos muitos efeitos colaterais que ja ouvi por aqueles que ano passado tambem tomaram

Laboratorios trazem saude as pessoas atraves de medicamentos eficazes contudo tambem sao os maiores encubadores de doencas e pragas do mundo, uma pandemia de gripe pode bem ser o efeito esperado por aqueles que a pretexto de um atchin ou tosse vendem logo uma vacina para estancar e embuchar a conta no governo, pois Ă© existe muita tecnologia e interesse por tras desses mililitros vendidos para o governo, prefiro assumir o risco, deixa a vida me levar e dar esse custo a menos para o governo ja que a minha vai sobrar.