De bem com a vida

Porque vivo… amo, sinto, creio, quero, posso e tenho quase tudo que desejo.

Parece ontem mais de fato quando olho para tras e faço uma releitura do passado, vejo o quanto me esforcei diariamente, para manter o equlibrio, e ficar na linha tenue entre o bom e o mau! (Humor e atitude) porque nao me sentia confortavel e feliz comigo mesmo.

Nao que hoje nao tenha problema, pelo contrario, dado a profissao que escolhi, se deus quiser, os que existem vao aumentar e o trabalho vai ultrapassar barreiras… fato e que tirado o peso da consciencia, restou somente o peso da ciencia que vem sendo bem administrado pelo meu corpo exceto a L5.

Como é bom ser resolvido, acima de tudo, porque uma vez entendida a minha natureza afetiva, fiquei em paz comigo mesmo.

Derrepente nao mais acordo chorando, deprimido, com medo do mundo, com medo de mim mesmo, sem forca e fragilizado diante das questoes da vida.

Derrepente nao mais me apoio nos outros, para cumprir, ate mesmo as tarefas mais banais e corriqueiras do dia dia.

Derrepente passei a verbalizar a minha voz, seja la qual ela for… assimilei de uma so vez, tudo o que sou, e passei a viver.

Derrepente as noitadas, os “amigos” vinculados a passeios e festas, nao fazem mais sentido.

Derrepente o vinho, e o whisky do dia dia, nao trazem a felicidade tao desejada.

Derrepente sinto que agora vivo, e, apesar de outras dificuldades estou bem.

Derrepente a vida nova me trouxe novos amigos, novos horizontes e desafios.

Derrepente me senti bem.

E isso nao tem preco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s