Rio social

Carioca beija todo mundo, carioca anda nu, carioca sente calor, carioca faz amor… essa banalização do ser carioca foi plantada por pessoas e fomentada por governos e governantes para torna-los caricatos e refens de si mesmos, quando não do governo, de outros… explico:

Não é de hoje que me pergunto porque muito dos motoristas do Rio de Janeiro não observam a ultrapassagem pela pista da esquerda? Porque não se respeita o recuo para embarque de passageiros em ônibus? Porque sinal aqui é um indicador e sua parada não é obrigatória? Porque a motocicleta aqui pode mais que a bicicleta?

Assim a cidade se vende para o mundo. Venha passar férias aqui, o povo é legal, tem carnaval, o clima é informa, coloca um chinelo e seja livre. E não esqueça tem o carnaval, ano novo, rock in rio, tem eventos e tem turismo.

De outro lado observo uma minoria de brasileiros, contemplanda no grupo daqueles que tem o privilégio de viajar para o exterior, fazendo vídeo para mostrar o quanto é organizado determinado lugar. Brasileiro no exterior faz fila, cumpre regra, faz tudo como manda o costume local.

Aqui tem um passe livre para tratar o povo mal.

Evidente que falta escula, falta educação – e muita – para as crianças terem um pouco de civilidade. De nada adianta mudar a letra da música para não atirar o pau no gato se por outro lado a criança ganhou tanta liberdade a ponto de mandar e cobrar dos pais desde o uso de tablet e celular para a exigência no cumprimento de suas prioridades.

E o limite de ser criança existe quando suas atitudes esbarram na falta de educação ou necessidade de instrução pelo adulto.

Como no Rio tudo é infomal, sabe la porque motorista aqui avanca sinal. Aliás chato é aquele que reclama, faixa de pedreste é meramente decorativa não existe a necessidade de utilizar a calçada.

Essas regras básicas de postura facilitam o convívio social e comunitário mundo afora menos aqui.

Vivemos um processo de involução ascentuado. Porque a prefeitura não fez a sua parte em algumas regiões da cidade, resolveu deixar de cobrar IPTU, sentença de morte a falta de urbanização. Para quem não é cobrado o importo qualquer melhoria é favor e não obrigação, ou dívida com o governo, político local e miliciano.

Derrepente percebo que a prefeitura foi – e permanece – uma grande fomentadora da degradação da qualidade de vida dos moradores ao fomentar esse tipo de ação social (pela não cobrança dos impostos) em detrimento que seja da adequação dos mesmos ao valor que o povo possa pagar.

Se tem tarifa de luz social evidente que poderia haver a cobrança de imposto em patamar diferenciado.

A escolha por trocar a obrigação de dar saude, habitação e educação por obra na creche e na escola foi de alguns governantes, muitos hoje tem seus pupilos no governo, e tem uma geração que esta pagando caro por isso, ou pode ser que não perceba seu dom e não enxergue além do momento atual que vivemos e tem essa realidade sacramentada como verdade.

E ai de voce se virar para o lado e falar com algum desconhecido. O mundo das selfies não existe nas ruas nem no transporte, ali se olha feito em resposta a qualquer pergunta.

Sim na tv um monte de políticos cinicos prometendo felicidade, venha votar para ser feliz denovo.

Entenda, voto não traz felicidade e muitos dos que estão ai planejaram viver usando o eleitor como fonte de voto, alimentando esse sistema para se perpetuar no poder.

Que tal dar uma chance a político desconhecido e virar o jogo diluindo o curral eleitoral daqueles que ja sabem pela ausência de voto dos demais tem um numero de votos certo para entrar?

Bora tentar?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s