Dia da Independ√™ncia do Brasil

Oficialmente, a data comemorada √© a de¬†7 de setembro¬†de¬†1822, em que ocorreu o chamado “Grito do Ipiranga”. De acordo com a¬†historiografia¬†cl√°ssica do pa√≠s, nesta data, √†s margens do¬†riacho Ipiranga¬†(atual cidade de¬†S√£o Paulo), o¬†Pr√≠ncipe Regente do Brasil, ent√£o¬†D. Pedro de Alc√Ęntara de Bragan√ßa¬†(futuro imperador Dom Pedro I do Brasil), ter√° bradado perante a sua comitiva: “Independ√™ncia ou Morte!“. Muitas foram as conseq√ľ√™ncias desse processo, dentre elas o endividamento externo que diz-se iniciou nessa data.

 

J√° podeis da P√°tria filhos
Ver contente a M√£e gentil;
J√° raiou a Liberdade
No Horizonte do Brasil
J√° raiou a Liberdade
J√° raiou a Liberdade
No Horizonte do Brasil

Brava Gente Brasileira
Longe v√° temor servil;
Ou ficar a P√°tria livre,
Ou morrer pelo Brasil.
Ou ficar a P√°tria livre,
Ou morrer pelo Brasil.

Os grilh√Ķes que nos forjava
Da perfídia astuto ardil,
Houve M√£o mais poderosa,
Zombou deles o Brasil.
Houve M√£o mais poderosa
Houve M√£o mais poderosa
Zombou deles o Brasil.

Brava Gente Brasileira
Longe v√° temor servil;
Ou ficar a P√°tria livre,
Ou morrer pelo Brasil.
Ou ficar a P√°tria livre,
Ou morrer pelo Brasil.

Não temais ímpias falanges,
Que apresentam face hostil:
Vossos peitos, vossos braços
S√£o muralhas do Brasil.
Vossos peitos, vossos braços
Vossos peitos, vossos braços
S√£o muralhas do Brasil.

Brava Gente Brasileira
Longe v√° temor servil;
Ou ficar a P√°tria livre,
Ou morrer pelo Brasil.
Ou ficar a P√°tria livre,
Ou morrer pelo Brasil.

Parabéns oh Brasileiros,
J√° com garbo juvenil
Do Universo entre as Na√ß√Ķes
Resplandece a do Brasil.
Do Universo entre as Na√ß√Ķes
Do Universo entre as Na√ß√Ķes
Resplandece a do Brasil.

Brava Gente Brasileira
Longe v√° temor servil;
Ou ficar a P√°tria livre,
Ou morrer pelo Brasil.
Ou ficar a P√°tria livre,
Ou morrer pelo Brasil.