Nespresso: Quando a merda não é boa sorte.

Hoje postei um vídeo que muito me incomodou, não foi pelo problema em si e sim o uso da palavra merda

Com o passar dos anos, essa palavra deixou de significar boa sorte, o que acontecia sempre que um teatro ou evento era prestigiado com o comparecimento de muitas pessoas e suas carruagens cujos cavalos 🐴 produziam… merda!

Na hipótese acima, significa dizer boa sorte. Modernamente, considerando a evolução e a piora de ensino, provavelmente para muitos acaba sendo um termo vulgar de fezes ou 💩.

A questão é, porque sinto não posso dizer isso? ou de isso falo devo explicar porque? Que diferença isso faz?

Nenhuma. Exceto que isso para mim reflete o quanto desconfortável fico com o mundo de hoje. Em altuns casos.

Fabrica desde o ensino a cobiça por transporte e comida em detrimento da educação. Não falo do povo não e sim dos que ja tiveram a caneta na mão e prolifetaram essa política em detrimento do próximo.

Como nos deixaram confusos e agora se memória dado o fato que ao não gostar da palavra ou opinião, simplesmente apaga-se.

Isso faz com que o hoje, na vida de muitos, não valha nada. Não adianta nem tentar fazer de qualquer outro jeito. Somos todos espectadores da política pão e circo, ou de dar brioche na falta de pão.

Eu não tenho salvação. Não sinto vergonha de ter sido criado num mundo diferente e que, na busca incessante por alguns da felicidade antes de qualquer coisa contribuiram para a piora de todos seja qual for o olhar.

Parece que uma parte parou na década de 70 e lá ficou, saudoso da campanha de liberação da droga, das baladas cuja música Disco foi substituída por outra, muitas das quais se tornam hino cuja letra verdadeiramente denigre a mulher, valores humanos em troca do suposto empodeiramento que não ha.

Qualquer opinião contrária é encarada como sensura ao conflitar com interesses de quem é oposição a libertação desse tipo de pensamento ou cobrança de nova postura.

Para quem não está contente com o que ai esta e reclama expondo verdadeiramente suas dúvidas para melhorar em todos os sentidos é rejeitado, não se encaixa, simples assim.

Bem, voltando ao tópico, ao referir a Nespresso por merda não estou a desejar majoritariamente boa sorte. Defini que a máquina é um cocô. Sou um privilegiado que consegue pagar peso de ouro numa máquina e cápsula de café.

Do outro lado, uma empresa que vende um cafe com o controle de qualidade suíço, supostamente o melhor que existe, livre de impurezas. A experiência para eles não é completa se não for comprada a máquina deles.

Ja estou a pensar que se a máquina refletir a qualidade do café existe algo a se pensar ou repensar nesse café.

Vou deixar de lado o estilo carioca de ser informal e achar normal ter mais por menos, de fazer graça dos problemas e de não questionar porque o município está refazendo vias de concreto apenas quatro anos depois de refeita quando se parece normal enquanto temos o alto da boa vista cinquenta anos depois com muitos trechos de concreto intactos.

Isso não é brincadeira, tudo custa caro e ando procurando respostas… um mea culpa para inicio de conversa vale.

Minha máquina esta longe de ter o padre de qualidade vendido e esperado, vou usar enquanto durar, ainda que não me acostume com a frustração, faz parte da vida encarar os problemas, todos, questionar, todos, viver todos, entender que não se vive de produto e marketing, e não se acostumar.…

Bom sábado!

Um comentário em “Nespresso: Quando a merda não é boa sorte.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s