Lama Jato

A tragédia de Brumadinho, os sucessivos mandados de prisão tomaram conta da mídia brasileira e deram início a primeira fase da Lama Jato.

Nessa operação de caça aos culpados, falhou o Estado na fiscalização, o político na aprovação de Leis de interesse nacional e o empresário capitalista selvagem que manteve o sistema arcaico de reaproveitamento de minério para fazer a barreira.

Será que a justiça vai tratar esses criminosos ambientais com maior rigor do que os financeiros?

Como será feita a apuração de responsabilidade?

Imagina se essa moda pega, e por conta das inúmeras mortes geradas no sistema de saúde, inicia-se uma operação contra as seguradoras por reconhecidamente negar material cirúrgico e internação a seus pacientes… operação morte a jato.

Temos um brasileiro preso no Japao sob acusação de ter ocultado na sua declaração patrimônio obtido enquanto presidente de uma empresa….

Devolver o bônus, abdicar de remuneração e pagar pelo crime não resolve, contudo seria um belo recomeço.

Vale – brumadinho e advogado. Onde se igualam, onde se diferem. Não podemos generalizar. Mensagem transmitida a Band News em razão do que disse o Boechat.

Escutei pela manhã a opinião do Boechat sobre o acontecimento trágico em Brumadinho. Ok não podemos generalizar, confundir as responsabilidades e culpar ou tornar cúmplice o advogado.

Abaixo o porque:

Entendo a indignação do Boechat em relação aos acontecimentos da Vale. Concordo, se uma lição podemos tirar disso é que a empresa não fez o dever de casa. Não.

Agora discordo com a forma através da qual reclamou com veemência do advogado.

O advogado (e aí me incluo) é indispensável ao funcionamento da justiça, quer ela seja obtida ou não, quer falhe ou não.

E nós que militamos nessa área assim o fazemos para obter justiça, sentimento esse para nós equiparável aquele que um médico tem ao salvar uma vida.

E nem sempre recebemos os honorários devidos ou até mesmo o reconhecimento pelo cliente. Quando é rápido, é porque é fácil, não custa nada. Quando é vagaroso, o problema é a justiça ou do advogado.

Não sei quanto os advogados ganham para a patrocinar a Vale nem posso sob as penas de Lei afirmar ou concluir que é muito, pouco, ou exageradamente grande.

Posso contudo concluir que a forma pela qual foi dito o tom generalizou.

Ademais se alguém pode ir à justiça pedir alguma coisa em nome de alguém, somos nós advogados que amanhã podemos inclusive defender clientes processados no simples exercício do direito de informar como o serviço realizado por voces a título de exemplo.

Ademais o advogado presta juramento e tem o dever de defender a Lei o legítimo interesse do Cliente quer seja moralmente admissivel ou não (um devedor por exemplo)

Assim e que entendo as palavras foram ditas no calor do momento. Estou igualmente indignado. Alias o presidente da Vale é de um cinismo enorme, sequer falou dos funcionários da empresa que preside e de luto da empresa pelos seus, limitou a fazer um pedido de desculpas genérico tipo deboche.

E caberá a nos advogados pleitear as indenizações, cujo valor (muito ou pouco) será estabelecido pelo Tribunal. E tem uma galera oportunista confundindo as competências e foros para incriminar a reforma trabalhista que não é responsável por esta tragedia.

abraço

Como melhorar a justiça?

É alarmante a quantidade de Juiz Leigo na justiça. Não concordo, entendo que o sistema terceirizou o trabalho em uma função que não representa seu titular adequadamente.

Ademais o juiz togado em tese estudou muito, passou em concurso rígido e se habilitou adequadamente para julgar, julgar e julgar.

Isso implica instruir o processo, zelar pela aplicação de Lei em todas as suas fases ate seu término. São Juizes e não gestores, deveriam julgar e não administrar.

Pergunto aos togados se não se importariam em perder suas cadeiras aos Leigos????

Conclusão: quando a justiça é posta na mão de Leigos que trabalham ao pano de fundo para seus gestores a sociedade sai perdendo e o sistema desmoralizado.

Passamos por uma onda de conservadorismo extremo, vide a eleição presidencial. Que isso se replique no Poder Judiciário para terminar de vez com essa aberração.

2019 um ano milagroso

Não é todo dia que estamos abertos a presença de deus e que aceitamos o que ele nos reserva.

Comecei o ano internado, novamente na emergência, dor no peito, e por aí vai.

Entrei e fui internado por conta de um indicador que estava elevado, e que representa, em tese um monte de problema.

Na saída da emergência para o quarto, me deparei com um visitande do hospital, uma pessoa que olhou levantou a mão e disse

“amém irmão, fica tranquilo, passou, ta resolvido, fé em deus”

Agradeci e retribui de igual forma essa bênção.

Ja no quarto repeti o último exame, que no passado havia detectado a presença de uma placa obstruindo uma passagem para o coração.

Sumiu…

Simples assim, e junto com ela nos dias que seguiram deixei para trás toda a limitação que carregava e o rotulo de cardiopata que não sou.

Não tenho nada.

Por outro lado, tenho muitos amigos e profissionais que me acompanharam até a solução definitiva desse problema.

Alguns se tornaram irmãos.

2019 mal começou e no meio de tanta confusão Deus operou um milagre que recebi e registro para a posteridade.

Conversei com um amigo que disse sou um anjo, tenho muita gente para ajudar e muito por fazer. A medida que o tempo passou recebi muitos outros elogios de varias outras pessoas.

Como é bom viver