O pedido e a barganha, tudo é possivel?

A ideia de incluir junto aos pedidos dificeis ou praticamente impossiveis uma recompensa pode ser, talvez, uma das raizes da corrupcao no mundo em que vivemos. Ora, quantas administradoras de cartao, financeiras, por exemplo e até bancos negociam taxas, tarifas e anuidades mediante recompensa em pontos, um tipo de dinheiro que a gente acumula, nao ve, e que em um determinado momento pode trocar por beneficios, obtidos atraves de gastos com as nossas compras costumeiramente caras, lotadas de imposto e com uma margem larga de lucro daí pq sem desconto.

Entendo que a barganha poderia ser utilizada em boa-fé, lamento que nao é. No trabalho acaba sendo um instrumento de pressao (cargos ou produtividade) haja vista que as concessoes feitas pelos funcionarios quase nunca sao reciprocas, e a nao ser que a medida saia pela culatra, como um tiro, nao vislumbro perspectiva de mudanca a curto prazo.

E a vida continua!
Pedro Vaz

PAI, parabens!: Cirurgia inédita é esperança para pacientes com câncer no fígado!

Uma cirurgia inédita trouxe vida nova a uma paciente com câncer de fígado no Rio de Janeiro. No mundo, só nove pessoas passaram por esse procedimento. O procedimento foi realizado em um hospital público e é inovador pois o método divide o fígado em duas partes. Confira no link que tem um video e mostra como funciona!

video

É preciso falar

É preciso falar dos amigos
É preciso falar de nós dois
É preciso falar de estar vivo
E do que nos espera depois
É preciso falar de carinho
É preciso falar de calor
E ouvir sua voz na batida
Contando segredos
É preciso falar
É preciso falar, hey, hey
É preciso falar da saudade
É preciso falar da paixão
É preciso falar de ser livre
E querer segurar sua mão
É preciso brindar o destino
É preciso gritar começou
Se jogar nessa dança na vida
Sem medo do escuro
Impossível não falar de amor
É preciso falar
É preciso falar, hey, hey
É preciso falar
A verdade
É preciso falar, hey, hey
Cada vida tem a sua estrada
Acredite no poder das palavras
Diga assim, essa noite vem
Deixa o sol nos levar amor
Beijos, planos, a próxima parada
É preciso falar
É preciso falar, hey, hey

Atos e Fatos, causas e consequencias na politica brasileira…

Ainda que de ferias não consegui evitar pensar, hoje enquanto lia a notícia de reajuste do IPTU, amplamente divulgada pelo prefeito, presumidamente apoiada pelos vereadores – que nao se manifestaram – objeto de duras criticas pelos representantes das associacoes de bairro, que esse é o exemplo pratico do efeito malefico da regra da reciprocidade que ja comentei aqui aplicada na politica.

Regra segundo a qual no topo da piramide alguns mandam, outros sem contestar obedecem e tem aqueles que só fazem isso pelo dinheiro.

O cidadao outrora ouvido por todos na hora do voto, que é individual, se da conta que para ter voz na sociedade, tem que estar organizado e integrado no interesse da comunidade.

Dai porque nao é surpresa, fora a questao do IPTU e da omissão dos vereadores, muitas das associacoes servem aos interesses do governo nas suas prioridades (asfalto, canal, iluminação, por aí vai) e o resto passa.

Gente, acorda, isso não pode e não deve ser assim, tem que ter limite! e onde esta escrito que seria facil? política a qualquer preço ou a base de troca não da, porque alguns mentem e depois pagam pela mentira com obras que custam 2, 3 vezes o orcamento aprovado pelos vereadores e se perpetuam no poder, ainda que sem etica, fraqueza de carater e com obras mal executadas.

Imagina a situacao: voce compra um imovel em construção, quita, e na hora de receber a chave o construtor lhe exige complementar 10, 20 ou 30% do preco porque a obra saiu mais cara do que previu.

Inadmissivel no particular, no publico também deve ser, afinal o valor etico e moral é o mesmo, apenas no publico, quando a obra nao acontece, quando o dinheiro nao chega, com pouca educacao e sem saúde alguns morrem, ate quando? porque? e o que vamos fazer?

enfim: FERIAS !

Esse ano resolvi planejar um período de férias com antecedência, tipo coisa que gringo faz, enfim, o ano foi tão corrido que nem me dei conta que chegou a hora e saio de férias no dia de hoje.

Paro para descansar, e viajo para refletir, espairecer e deixar de lado a atividade constante que faço todos os dias que conhecemos por trabalho, e retorno no final do mês.

Até breve.

Pedro

O futuro a deus pertence, e o passado?!

Tambem deveria pertencer, porque de fato é muito penoso viver lembrando coisas passadas ou antigas porque pode trazer angustia ou depressao.

Alem disso, quem nao aceita o passado acaba se privando de novas chances no presente e oportunidades em detrimento da auto sabotagem…