Do Luto ao Util

Logo após o término do meu casamento entrei num luto, que de início parecia interminável. Doia a ponto de chorar espontaneamente seja la onde estivesse e o que estava fazendo.

Não conseguia me ver além daquele sofrimento, situação de angústia e dor no peito.

Optei por sumir, na esperança embora sem certeza, que esses sentimentos um dia sairiam de vez da mesma forma que vieram, para nunca mais voltar.

Ledo engano.

Não conseguia sorrir sem ter no fundo do pano a interferência do passado, ainda que a situação posteriormente havia mudado.

Entrei num conflito interno e comecei a me questionar porque estava vivendo isso depois de ter superado tantos problemas e desafios juntos.

A realidade do Brasil e a periculosidade da vida nem sempre nos permite colocar a cabeça no lugar. Vivemos uma grande interferência digital e social que, juntos são o catupiry da cobiça a vida alheia, pior doença da atualidade.

Meu coração petrificou.

A partir daí tudo ficou diferente. Passei a me escutar, o que antes não fazia. Se falo sozinho agora me respondo também.

O óbvio e trivial, como o barulho da chuva passou a soar diferente. Ate mesmo a batida do coração quebrado pela relação que havia acabado mudou.

Vários foram os motivos que contribuíram para esse fortalecimento, mudança de postura e atitude.

Conheci varias pessoas em dois grupos do clubhouse que me deram voz sem qualquer outra intenção.

Hoje me permito conhecer pessoas sem medo. Escutar que sou bonito, inteligente, engraçado, pessoa para tomar um vinho e até mesmo vovô da lancha sem questionamento.

Hoje sou livre. Ainda que não sinta grande felicidade, se é que existe, ao final dos dias a única certeza que tenho é que vivi intensamente.

Sem suposições e frustrações. Esse sou eu.

Viver assim não tem preço, ainda que não seja o melhor começo, ta valendo.

Aproveitei esse tempo livre e decidi, sozinho, investir em mim. Da pele a alimentação, com exercícios. Esse é o novo pedro.

Único downside de refazer a vida aos 45 anos é a idade, não sei o que fazer com isso, não favorece tanto para a saúde quanto na estética, ninguém merece.

É a idade que tenho, estou sorrindo, meus filhos me amam, segue o baile!

Um comentário em “Do Luto ao Util

  1. É isso aí Pedro vc merece ser feliz nenhum sofrimento é eterno e duradouro aprendi também a me amar tanto quanto o outro e vc tem a beleza eterna que é a beleza da alma 💋🥂

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s