Carro Alegórico

O que fazemos quando pegamos um carro emprestado e no caminho de casa aparecem tantos erros?!

Eu n√£o perco tempo e coloco logo a m√£o na massa!

Peça velha vazando e a nova antes de instalar

O que aconteceu com meus pais n√£o √© novidade. Sabe aquele mec√Ęnico de confian√ßa super em conta que te quebra o galho e cuida do seu carro muito bem?

Essa história é bem conhecida.

Não há lanche de graça, pode ate ter desconto porem o barato quase sempre custa caro quando o problema é no motor.

Ela bem se queixava que o oleo sumia, estava sempre completando… agora n√£o vai precisar mais pois n√£o vai mais sair pela descarga, o √≥leo agora vai ficar onde deve e a v√°lvula separadora de √≥leo esta devidamente substitu√≠da .

Por√©m, existe uma l√Ęmpada que corresponde a dire√ß√£o que √© el√©trica, nesse caso, n√£o tem solu√ß√£o sen√£o levar no concession√°rio e torcer para que seja algo simples ja que a l√Ęmpada √© amarela e n√£o vermelha.

Para esse caso, e todos os outros, temos a Abolição.

Felizmente!

Se gosta, cuida.

www.youtube.com/watch

Não a toa disse a Dilma que por trás de uma criança existe um cachorro. Somos pais de nossos filhos, crianças sapiens ou cachorros sapiens.

Semana passada a Nina foi operada do joelho. Descobrimos da pior forma poss√≠vel que ela tinha uma doen√ßa cr√īnica que estava impedido de andar.

Exames realizados, cirurgia marcada, coração na mão, vamos lá.

Foi quando me dei conta, denovo, que o amor não é so meu para ela, e sim de todos com ela também.

Acho que a foto do Nino explica tudo. 7 anos de convivência depois, ele e todos os outros não latiram por 24 hs e aguardaram na porta seu retorno.

Nunca pensei que poderia dormir sem a Nina em casa. Foi um imenso vazio. Enorme preocupação. Difícil dormir.

Felizmente ela esta se recuperando. E tudo j√° j√° voltar√° ao normal.

Dia do advogado (resolvedor de problema)

www.youtube.com/watch

Parece ontem que, ainda no colegial, na véspera de uma prova, olhei para minha mãe e disse estava frustrado.

Não conseguia entender a matéria, nem o que era esperado de mim.

Convicto de que iria perder, cogitei n√£o ir a escola para estudar e tentar a sorte numa segunda chamada.

Quando ent√£o minha m√£e passou um bilhete escrito em ingl√™s algo do tipo “√© melhor perder tentando acertar do que fugir e desistir sem mesmo tentar”.

Isso aos 13 anos foi ótimo, porque diminuiu a culpa que senti por não ter estudado antes ou por não entender quando de fato me prontifiquei a estudar.

Foi quando nesse momento consegui estabelecer metas menores para objetivos maiores. Será que passo nessa prova? E na próxima? Consigo decidir o que vou fazer no vestibular? Qual profissão vou seguir?! E por ai vai.

Estudei direito por convicção. Advogo por paixão. Da escola do contencioso, ao consultivo, a advocacia de massa, a solução dos problemas.

O campo de atuação é vasto. Ao longo da profissão vejo cada vez mais que a qualidade do trabalho antes quantitativo mudou para o estilo qualitativo.

A experi√™ncia mostra que preciso cada vez mais de tempo para resolver quest√Ķes hoje pequenas, e que rec√©m formado pareciam enormes.

Ent√£o a muta√ß√£o de advocacia para resolvedor de problema √© natural na medida em que acabo delegando a equipe problemas/situa√ß√Ķes de direito, participando na estrat√©gia enquanto pessoalmente medio problemas e situa√ß√Ķes por vezes n√£o vistos no processo.

Talvez seja essa a principal atividade do advogado, resolver problema.

E disso eu me aproprio, essa é a profissão que escolhi, no meu tempo, opino e resolvo.

Daí porque me formei e sou advogado.

Bom domingo!

Conserto a casa e ocupo a mente

www.youtube.com/watch

Depois de uma dor insuport√°vel passei um tempo consertando o DVR que acionou o alarme as 2 da manh√£ tendo em vista o defeito no HD que pifou.

Resumo da ópera, tudo na mais perfeita bagunça. Então passei o dia organizando a casa para ocupar a mente e procurar aliviar a dor que tenho sentido no dia-dia.

Lamento ter que repetir isso, gostaria muito de escrever dizendo que é a somatização de problemas, porém não é. De outro lado me sinto vitorioso em suportar isso e ainda assim me dedicar a casa/trabalho ainda que por conta da limitação em dose homeopática.

Fato e que o cen√°rio pos covid indica que muito do que preciso para consertar e manter a casa n√£o acho em lojas.

Os produtos de informática com alto valor agregado ou que sejam específicos so via mercadolivre ou sites especializados.

No centro do Rio que ali√°s anda bem vazio e deprimido, tudo sumiu.

Sinal dos tempos ou de fato estou mais velho…

Do amor a dor, feliz dia dos pais.

www.youtube.com/watch

Hoje comecei o vídeo homenageando aquele que no passado, pautou seu futuro na minha evolução e aprendizado.

Parabéns sou grato e privilegiado por isso.

Não pude deixar de falar da luta que ha meses estou travando com minha coluna. E também alertar aqueles que como eu, na necessidade, precisam buscar ajuda médica para superar.

Esses cinco √ļltimos meses tem sido doloridos. Por√©m n√£o falsos.

Sentir dor, conviver e trabalhar com ela não tem sido fácil, porém é possível para aqueles que, determinados, não se rendem.

Ainda que isso passe a ideia que não é muito, ou que não seja importante, manter o equilíbrio faz parte do pacote da vida.

Saber decidir, enfrentar, reconhecer a situa√ß√£o para manter ou mudar o caminho s√£o situa√ß√Ķes que enfrentamos no cotidiano e nem sempre percebemos o quanto √© importante.

Pois é. Vivendo e aprendendo.

Enquanto isso, Feliz Dia dos Pais. Curioso é que essa dor também faz lembrar o amor que tenho por ele, família e amigos que nessa vida soube cultivar.

Bom domingo.

Prateleira culpada!

www.youtube.com/watch

Se voc√™ algum dia ficou na d√ļvida de qual seria a prioridade, entre saudar a mandioca, estocar vento ou prestigiar o cachorro que esta na crian√ßa parida por uma mulher sapiens, vou te dizer.

Esqueça tudo. Pense no Marketing.

Atrav√©s dele especialistas ditam o futuro da sociedade. Chegaram ao c√ļmulo de culpar a prateleira vazia para justificar a euforia de consumo.

Ha anos atr√°s escrevi em algum lugar aqui que gostaria de viver no Rio de Janeiro da propaganda…. cidade maravilhosa da fase pre-ol√≠mpica se tornou no que ja sabemos. Viol√™ncia, roubo de carga, hospital parado, brt lotado, quebrado, condu√ß√£o falha e por ai vai.

Se antes era estimulado a comprar o chocolate batom, primeiro gradiente, caloi e comida. Hoje somos estimulados a assistir o que preciso for para nos ejetar de nossas vidas ou justificar nossas loucuras.

Por aqui n√£o.

Desidratado

S√£o muitas as defini√ß√Ķes que descrevem como voce enxerga o mundo a partir dos quarentena anos. Nenhuma me faz justi√ßa, n√£o me encaixo em nada do que at√© hoje li.

N√£o me encaixo no contexto de nenhum filme atual. Ali√°s, n√£o vejo nos filmes atuais nada que nutra o gosto pelo cinema como tive no passado.

Por exemplo, são muitos os filmes de super heróis e séries surreais, ou que pregam o caos em cartaz, que me leva a refletir para onde desejam esses produtores nos levar senão para um vazio.

Quando voce passa cerca de dez anos assistindo isso, e tudo em torno disso se torna um produto e gira o marketing, você não esta maluco.

Talvez por terem constru√≠do tantas novas salas sem pensar e valorizar o conte√ļdo seja um dos motivos pelos quais estamos aqui.

No final do dia o avanço de ontem se tornou uma grande piada de mal gosto hoje. Os temas do passado se alongam em filmes e séries, sem qualquer função refletiva ou valor para mostrar.

Nessa troca de geração, há também a troca de valores, ideais, perspectiva e destino.

2020 é muito além de um ano difícil.

Difícil é a vida. E também insubstituível.

Para quem acha que virando a página terá um dia melhor, anote, sem querer se chato ou pessimista, 2021 para quem não se costumou, não se importou, não esta pensando nem tentando fazer a diferença, será pior ainda.

Martin Niemöller falou sobre isso.

N√£o podemos pautar o futuro somente nos projetos que privilegiam institui√ß√Ķes e fun√ß√Ķes prioritariamente.

Precisamos pensar nas pessoas.